Veja os cuidados que devemos ter com o motor de nosso carro

Se compararmos um carro com o corpo humano poderíamos dizer que o motor é para o carro como o coração para o corpo humano. É elo que produz a energia necessária para movimentá-lo. O motor, é o que diferencia a carcaça pesada e de desventuroso deslocamento em um dos artefatos mais desejados da vida recente. Dessa forma, cuidar desta parte do carro é como encobrir de um coração mesmo. Requer cuidados, boas rotinas, evitar exageros e, durante possível, procurar um expert para analisar se está tudo ok.

Naturalmente a comparação não vai até as esferas de importância de cada uma das circunstâncias. Até porque, um motor pifado tem conserto. Mas é interminavelmente bom evitar que se chegue a este momento. Os automóveis da atualidade são excessivamente coesos em relação à perenidade e desempenho. Os motores não são feitos para avariar, se bem cuidados. Assim, pequenas medidas, que não instituem muitos gastos e não alcançam o motorista perder duração, são mais que principais para a sobrevida do motor, são vitais.

Saiba como ter um motor novo por mais tempo

Não dirija o carro com o motor em baixa rotação

Nessas condições o motor é excessivamente forçado. Vejamos um exemplo, se você estiver dirigindo a uma velocidade de 80 km/h na quinta marcha e, de repente, reduzir a velocidade para 40 km/h, permanecendo na mesma velocidade, isso vai causar uma carga excessiva no motor.

Preste atenção na rotação do motor para não exceder

Se seu veículos possuir o dispositivo que conta os giros do motor, observe que há uma marcação na cor vermelha que indica o limite de giros que o motor suporta, normalmente a aceleração é cortada ao atingir esse limite, por questão de segurança e para evitar um algum dano no motor. Mesmo desse modo, atingir este nível significa perigo extremo de prejuízo, que pode ser fatal como a quebra de uma biela, por exemplo.

Não ande sem óleo

O motor é, por fora, um conjunto só. Mas internamente, é provido de partes que se movem para proporcionar a circulação do volante do motor. Como são partes inteiramente feitas de ligas metálicas, sem a presença do óleo lubrificante, haveria um desgaste bruto nestas partes. Ou seja, a vida útil descomplicadamente sumiria. O motor não dura sem óleo. Rapidamente barulhos seriam sentidos até o trancamento do aparato, provocado por desgaste. Esta ruptura superaquece as partes e causa a fundição das partes

Acompanhe o momento de troca do óleo do motor

Uma vez ultrapassada a quilometragem limite, ou excedida a vida útil do fazedor, o óleo perde a seu atributo de lubrificar e acarreta, ao longo do estágio, um desgaste superior que diminui a vida da ferramenta.

Não abra a bucha do reservatório de água com o automóvel quente

Ao executar isto, você está decorrendo sério risco de lidar queimaduras com a água fervente que pode espirrar da norma. Entretanto, mesmo que seja destituição toda a pressão da vizinhança, haverá entrada de ar no sistema, que, mesmo sem escorrimentos, pode provocar superaquecimento. Esse ar que entra provoca bolhas e dificulta a circulação da água que resfria o motor.

Veja mais sobre o assunto assistindo o vídeo abaixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s